domingo, 17 de agosto de 2008

É doce morrer no Mar

para Dorival Caymmi, hoje,
no seu último dia

Ao longe no mar e
contando as ondas
que Rosa te fez cantar.
Me lembrou a Bahia
esticada entre coqueiros
sobre redes e canoas.
Bahia das ondas de prata.

Um menino sentado
ergue os papagaios
e ouvindo canções
que Rosa te fez cantar:
"Coqueiro de Itapuã,
Adeus Belém do Pará".

▒▒▒Assim hoje morreu nas ondas
▒▒▒um assovio do mar.
16 de Agosto de 2008

3 comentários:

lvp disse...

algodão...

André Luís disse...

Vontade de partir pra Maracangalha... Saudades do mestre!

Julia Pastore disse...

leve. ele se foi leve.